Como realizamos nosso trabalho

Nossa produção é baseada em logística reversa de pós-consumo de ciclo aberto e fechado (saiba mais sobre o conceito aqui), ou seja, reciclamos bijuterias e papéis que não são mais utilizados, transformando-os em novas matérias-primas para a criação de nossas peças.

Os materiais reciclados representam até 70% da composição de uma peça nova, o que a torna única, além disso, justamente pela rotatividade de bijuterias coletadas. 

Portanto, aplicamos o ecodesign, visando a minimizar os impactos no meio ambiente, criando laços emocionais entre a peça e o cliente, pensando no bem-estar social, reduzindo perdas, aumentando a durabilidade do produto, realizando a gestão dos resíduos e desmontagem das peças quando elas chegam em suas vidas úteis finais.

Aliás, quando nosso cliente não quer mais uma peça Remimo ele pode nos devolver e tem, assim, 10% de desconto na compra de uma nova peça.

Conheça nossa história completa aqui!

Missão

Criar bijuterias por meio
da ressignificação de peças,
com qualidade, design
único e de maneira
altamente sustentável.

Visão

Ser referência nacional e
internacional na criação de
bijuterias com design único,
produzidas por meio de
logística reversa.

Valores

Comprometimento
Satisfação dos consumidores  
Respeito ao meio ambiente
Educação ambiental

Engajamento em ações sociais

Nós, da Remino, temos como um dos pilares da marca a responsabilidade social e, por isso, firmamos uma parceria com o IAM (Instituto Amor em Mechas) e a cada R$ 150,00 em vendas da Remimo um par de brincos é doado para o IAM. Também realizamos periodicamente oficinas gratuitas voltadas para a produção de brincos para o instituto.

Com o objetivo de melhorar a autoestima de mulheres em tratamento quimioterápico, o instituto nasceu pelas mãos de Débora Pieretti que, após ser diagnosticada com câncer em 2015, fundou o instituto no Dia Internacional da Mulher de 2017. Desde então foram entregues mais de 1.600 kits do amor, que contém uma peruca e diversos mimos de parceiros, inclusive nossos pares de brincos.

Firmamos parceria com o Fundo Social Solidário da Prefeitura de Santo André, com o intuito de agregar as nossas oficinas na grade de cursos de qualificação da Escola de Ouro.

Assim como os objetivos do Fundo Social de Solidariedade, nossas oficinas tem o objetivo de resgatar a autoestima de mulheres que por algum motivo deixou de acreditar em si mesma, além de uma nova qualificação profissional, que poderá ser um complemento para sua renda, além de estimular o trabalho artesanal e criativo, uma vez que por trabalharmos com materiais que são reciclados, temos uma certa restrição de opções.

Temas como sustentabilidade, finanças, organização, redes sociais e vendas também serão abordados em cada módulo, como complemento ao programa. Em breve divulgaremos a programação aqui. 🙂

Foto da fundadora da marca Daniele Trugillo

Sobre a fundadora

Formada em Marketing pela Fundação Santo André, Daniele Trugillo também fez extensão em Inovação de Negócios pela PUC-SP, momento em que viu nascer a paixão pela sustentabilidade e, dessa paixão, criou assim a Remimo. Dani também possui pós-graduação em Engenharia de Operações Industriais pelo Mackenzie e dedicou sua monografia de conclusão de curso à Logística Reversa.

A criação de bijuterias, entretanto, começou em 2004 e em 2014 a logística reversa foi inserida na sua produção, reciclando, portanto, itens que seriam descartados, tornando sustentável a cultura de suas peças.

Em 2019 Dani escreveu um artigo para a 2ª Edição do Fórum Fashion Revolution sobre Logística Reversa aplicada ao segmento de bijuterias. Você pode conferir o artigo a partir da página 98 do caderno de artigos. Clique aqui e confira.